Thinking no background 2
<!--:pt-BR-->Excelência Operacional, redução de custos ou aumento de capacidade?<!--:--><!--:en-->Operational Excellence, cost reduction or capacity increase?<!--:-->
19Ago

Excelência Operacional, redução de custos ou aumento de capacidade?

Gestão

Neste período de crise econômica generalizada em nossas indústrias, uma das áreas que pode fortemente contribuir para a manutenção de um negócio em sua posição no mercado ou até mesmo proporcionar crescimento em relação ao "market share" ocupado ou aumento dos lucros é a Excelência Operacional, também conhecida como Gestão de Processos ou Melhoria Contínua.

Independente da metodologia utilizada pela empresa como forma de realizar as melhorias, seja ela Lean Manufacturing, Teoria das Restrições ou Theory of Constraints, Six Sigma, Toyota Production System, entre outros, o foco das organizações geralmente está relacionado à redução de custos ou "cost savings", às melhorias nos índices de entrega dentro do prazo (OTD - On Time Delivery), da redução do tempo total da entrega (Lead Time) e ao aumento da capacidade produtiva.

Redução de Custos: a grande maioria dos projetos estão relacionados à redução de custos. Minha experiência diz que o foco em redução de custos está muito alinhado à cultura das empresas e como elas endereçam Excelência Operacional. A redução de custos, seja ela redução do tempo de fabricação de um produto, da redução do tempo gasto na engenharia do produto para realizar o projeto, ou da redução dos custos de fabricação nos fornecedores, é de extrema importância para que o negócio aumente seus lucros, ou possa garantir e ampliar sua posição no mercado em que atua, oferecendo um produto mais competitivo. Uma boa forma de identificar quais processos possuem um grande potencial de redução de custos pode ser através da realização de um Pareto com os principais causadores de "Custos de má qualidade" e assim definir aqueles que precisam ser endereçados para redução de seus respectivos custos de retrabalho.

Aumento de Capacidade: nesta categoria de projetos, Excelência operacional endereça os projetos que tem por finalidade eliminar eventuais desperdícios existentes no processo atual e melhorar a "utilização" dos recursos disponíveis. Aumenta-se assim a eficiência dos processos e consequentemente a quantidade de unidades produzidas com os recursos já existentes na organização. Geralmente o foco destes projetos não é simplesmente adquirir novos equipamentos ou pessoas para aumentar a capacidade produtiva e sim eliminar os desperdícios e tirar o máximo possível com os recursos existentes. Este tipo de iniciativa faz todo o sentido para negócios onde a demanda de mercado está acima da capacidade produtiva instalada e permitirá capitalizar mais oportunidades de negócios existentes.

Durante meus 14 anos de experiência profissional, executei projetos focados tanto em redução de custos quanto em aumento de capacidade produtiva, ambos possuem suas peculiaridades, desafios e motivadores. Um fator importante para garantir o sucesso dos projetos é assegurar que os objetivos do projeto estejam 100% alinhados com a estratégia da empresa, desta forma gerando total sinergia e aderência as atividades que serão realizadas e minimizando a resistência ao processo de mudança!

Ricardo Arima
Ricardo Arima

Formado em Engenharia de Produção Mecânica pela FEI - Faculdade de Engenharia Industrial em São Bernardo do Campo, e certificado em Lean Six Sigma Black Belt pela Seta Desenvolvimento Gerencial em São Paulo, com mais de 15 anos de experiência em empresas multinacionais de grande porte como ABB e GE Oil Gas. Experiência internacional durante 10 anos em países como Suécia, Finlândia e Estados Unidos, atuando em funções de liderança Global em Gestão da Qualidade, Melhoria Contínua e Lean Manufacturing com excelente habilidades em Liderança e Gestão de Processos de Mudança, incluindo liderança de times globais.