Thinking no background 2
<!--:pt-BR-->Design for Manufacturing. Você acredita neste conceito?<!--:--><!--:en-->Design for Manufacturing. What is your experience applying this concept?<!--:-->
21Ago

Design for Manufacturing. Você acredita neste conceito?

Caixa de Ferramentas

No início de minha carreira profissional, em 2004, tive o privilégio e oportunidade de fazer parte de um grupo global pela empresa a qual trabalhava onde seu principal objetivo era desenvolver projetos aplicando o conceito "Design for Manufacturing" que tem o significado de realizar projetos do produto  de tal forma que sejam fáceis de serem produzidos.

Este é um conceito bem conhecido em empresas de Engenharia, porém sua aplicação exige trabalho em equipe entre engenheiros do produto e engenheiros de produção ou processos. Na empresa em questão, quando trabalham em grupos isolados e separados, um projeto bem executado na visão do engenheiro de produto não necessariamente é um projeto bom para ser fabricado.

Deixe-me esclarecer, para o engenheiro de produto um projeto bem executado é um projeto otimizado em termos de tamanho do produto, ou seja, quanto mais compacto o projeto do produto for, mais otimizado ele será, consequentemente reduzindo a utilização de material e portanto reduzindo os custos do produto.

Na visão do engenheiro de produção este projeto otimizado pode apresentar dificuldades de execução e montagem na fábrica, caso os processo de fabricação não possuam a capabilidade para produzí-los conforme projeto. Um exemplo, o projeto determina certas distâncias mínimas para sererem respeitas entre alguns componentes do produto, porém na fábrica os montadores não conseguem manter estas distâncias mínimas, portanto não são capazes de executar conforme projeto, gerando durante a execução a necessidade de reuniões e revisões do projeto junto aos engenheiros do produto.

Neste grupo formado por experientes engenheiros do produto e engenheiros de produção experts em processos fabris específicos, trabalhavam juntos com discussões diárias desde a fase inicial da execução do projeto por parte dos engenheiros do produto, onde os mesmos levavam em consideração as dificuldades e facilidades em executar os projetos durante a fabricação e montagem, desta forma projetando um produto onde ele era otimizado não somente na visão do Produto, mas também na sua facilidade de execução na fábrica. 

Você já vivenciou a implementação e rotina desta metodologia em sua empresa? Quais resultados foram alcançados? Você considera esta metodologia uma receita de sucesso para seu negócio?

Ricardo Arima
Ricardo Arima

Formado em Engenharia de Produção Mecânica pela FEI - Faculdade de Engenharia Industrial em São Bernardo do Campo, e certificado em Lean Six Sigma Black Belt pela Seta Desenvolvimento Gerencial em São Paulo, com mais de 15 anos de experiência em empresas multinacionais de grande porte como ABB e GE Oil Gas. Experiência internacional durante 10 anos em países como Suécia, Finlândia e Estados Unidos, atuando em funções de liderança Global em Gestão da Qualidade, Melhoria Contínua e Lean Manufacturing com excelente habilidades em Liderança e Gestão de Processos de Mudança, incluindo liderança de times globais.